jusbrasil.com.br
27 de Novembro de 2020

Elaboração, estrutura e publicação de um artigo científico jurídico

Artigo científico jurídico

Benigno Núñez Novo, Advogado
Publicado por Benigno Núñez Novo
há 5 dias

Artigo científico jurídico tem o objetivo de conscientizar sobre determinado tema. Para isso, a melhor maneira de escrevê-los é sendo claro e objetivo. Escrever textos com rodeios no tema, além de dificultar sua compreensão, cansam o leitor e o fazem perder o interesse no texto.

Em geral, é uma produção curta que dificilmente ultrapassa 20 páginas. Pode ser resultado de sínteses de trabalhos maiores ou elaborados em número de três ou quatro, em substituição às teses e dissertações; são desenvolvidos, nesses casos, sob a assistência de um orientador acadêmico. São submetidos às comissões e conselhos editoriais dos periódicos, que avaliam sua qualidade e decidem sobre sua relevância e adequação ao veículo.

Os elementos textuais são formados pela Introdução, Desenvolvimento e Considerações Finais. Eles formam o conteúdo da sua produção e devem transmitir as principais ideias discutidas.

Antes mesmo de começar a escrever o seu artigo científico jurídico, é necessário decidir em qual revista ele será publicado.

ELABORAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO JURÍDICO

1)CONHEÇA AS DIFERENÇAS ENTRE OS ESTILOS

São 3 estilos: informal, jornalístico e acadêmico. Para isso, você precisa ler textos em que esses estilos apareçam.

Mas, para resumir, a escrita acadêmica é impessoal, a jornalística pretende chamar a atenção do leitor, e a informal usa linguagem coloquial (gírias, abreviações etc.).

2)ELIMINE PALAVRAS EM EXCESSO E TORNE A ESCRITA MAIS OBJETIVA

Como fazer isso? Coloque em prática o conceito de nominalização.

Nominalizar é transformar um verbo em um nome para remeter a algo já dito anteriormente.

3)APRENDA A DIFERENÇA ENTRE VOZ PASSIVA E VOZ ATIVA

A definição mais simples de voz passiva é: tornar o sujeito de uma sentença o objeto de uma ação.

A voz ativa, por outro lado, tem um sujeito que pratica a ação sobre o objeto.

4)LEIA ARTIGOS ACADÊMICOS SOBRE O ASSUNTO QUE VOCÊ VAI ESCREVER

Ler diferentes artigos da sua área de atuação vão lhe atualizar quanto às novidades acadêmicas, além de ser uma ótima forma de obter referências bibliográficas ou fontes de pesquisas.

Ao escrever um artigo preste atenção quanto ao uso da voz passiva. Esse tipo de escrita deve ser feito com equilíbrio, pois não é predominante no gênero acadêmico.

5)CONSULTE AS NORMAS TÉCNICAS DA ABNT

As normas da ABNT são importantíssimas na hora de formatar seu artigo de forma adequada.

Alguns professores dão tanta importância a isso quanto dão ao texto em si. Se você pretende publicar o texto em alguma revista especializada, lembre-se de consultar a folha de estilos da mesma.

6)PRESTE ATENÇÃO NAS CITAÇÕES, NOTAS DE RODAPÉ E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Plágio é a pior coisa que pode acontecer em relação a um texto desse tipo.

Não pense que citar alguém vai desmerecer seu texto, pelo contrário, citações servem para dar mais força aos seus argumentos.

7)ELIMINE O MÁXIMO DE ERROS DE GRAMÁTICA

Para isso você deve ler e reler o quanto for necessário. Erros de ortografia são inaceitáveis em artigos científicos. Lembre-se, também, de ter cuidado com a pontuação!

ESTRUTURA DE UM ARTIGO CIENTÍFICO

ANTES DE ESCREVER SEU ARTIGO CIENTÍFICO JURÍDICO ESCOLHA UM PERIÓDICO

Você elaborou um projeto de pesquisa de um tema, realizou a pesquisa e acredita ter encontrado uma solução adequada. Chegou o momento de divulgar para a comunidade acadêmica para ser discutida e avaliada por outros cientistas através da publicação em periódicos.

E você já escolheu em qual revista irá publicar seu artigo científico? Antes de iniciar a elaboração e redação do seu artigo é recomendado que escolha uma revista científica adequada. Isso irá te poupar muito tempo em adequações às normas e ao estilo da revista, pois o artigo já será escrito, desde o início, de acordo com estes critérios.

Faça um levantamento das revistas que são referência na sua área e quais publicam artigos com o mesmo enfoque da sua pesquisa. Leia alguns artigos relacionados ao seu tema, leia também a página “instruções aos autores “, verifique as regras editoriais e os critérios de avaliação dos artigos.

PESQUISE O FATOR DE IMPACTO DO PERIÓDICO E A SUA CLASSIFICAÇÃO

O Fator de Impacto pode ser consultado no Journal Citation Reports (com o acesso via proxy ao Portal de Periódicos da Capes ou de um computador de uma instituição conveniada, clique em “establish a new session“). A classificação da revista por ser consultada no Qualis da Capes.

COMO FAZER UM ARTIGO CIENTÍFICO PASSO A PASSO

Após escolher o periódico para publicar seu artigo científico é o momento de planejar seu conteúdo.

Para ser aceito em periódicos ou eventos, o seu artigo científico precisa estar adequado às normas da ABNT.

A melhor dica é escrever o texto já dentro da ABNT desde o início. Esse cuidado irá te poupar tempo e evitar estresse desnecessário com muitos detalhes acumulados e referências para formatar no final.

Pesquise e leia a Norma ABNT NBR 6022 que fala especificamente sobre Artigos Científicos.

Agora é hora de escrever! Confira a estrutura típica de um artigo e dicas para elaborar cada um dos tópicos:

O artigo científico possui a seguinte estrutura:

  1. Título
  2. Autor (es)
  3. Epígrafe (facultativa)
  4. Resumo e Abstract
  5. Palavras-chave
  6. Conteúdo (Introdução, desenvolvimento textual e conclusão)
  7. Referências.

PASSO 1 – TÍTULO

Faça um título que transmita o tema principal do artigo, procure escrever um título curto e que desperte o interesse dos leitores.

PASSO 2 – AUTOR (ES)

O autor do artigo deve vir indicado do centro para a margem direita. Caso haja mais de um autor, os mesmos deverão vir em ordem alfabética.

PASSO 3 – EPÍGRAFE

É um tópico normalmente facultativo, que expressa um pensamento referente ao conteúdo principal do artigo científico.

PASSO 4 – RESUMO E ABSTRACT

Como o nome sugere é uma síntese com uma quantidade pré-determinada de palavras (verifique a regra editorial do periódico que pretende publicar). O resumo deve conter o objetivo do artigo, a metodologia adotada no projeto para solucionar o problema e os resultados obtidos com a pesquisa.

PASSO 5 – PALAVRAS-CHAVE

São palavras características do tema que servem para indexar o artigo, até 6 palavras.

PASSO 6 – CONTEÚDO (INTRODUÇÃO, DESENVOLVIMENTO E CONCLUSÃO)

Esse passo é onde você irá dedicar maior tempo e atenção. Veja as dicas de cada etapa para elaborar um conteúdo relevante:

INTRODUÇÃO DO ARTIGO

Escreva alguns parágrafos que além de contextualizar o leitor com o tema seja atrativo, que seja um convite para que o leitor continue a leitura até o final do artigo. O texto de introdução precisa responder “o quê”, “para que” e o “como” da sua pesquisa cientifica, ou seja, expõe a problema de estudo (o quê), os objetivos (para que) e a metodologia utilizada no estudo (como).

DESENVOLVIMENTO DO ARTIGO

Nesta etapa deve-se fazer uma exposição e uma discussão das teorias que foram utilizadas para entender e esclarecer o problema, relacionando cada uma com a dúvida investigada.

Se for uma Revisão de Literatura, o objetivo é de desenvolver a respeito das contribuições teóricas a respeito do assunto abordado.

Quando o artigo inclui a pesquisa descritiva apresentam-se os resultados desenvolvidos na coleta dos dados através das entrevistas, observações, questionários, entre outras técnicas.

Para não perder a sequência lógica entre os assuntos de um tópico e sub tópico do artigo, faça um roteiro e rascunho, listando as informações e a ordem em que elas aparecerão no texto.

Insira no tópico de desenvolvimento apenas os resultados que contribuíram de fato para suas conclusões. Na apresentação dos resultados utilize gráficos, figuras que facilitam a observação dos efeitos e causas, e tabelas para dados numéricos.

Lembre-se de adequar figuras ao que o periódico pede (dimensões, resolução, tipo de arquivo). Softwares gratuitos como o Inkscape e o Gimp podem ajudar muito.

Alguns professores recomendam fazer um sub tópico para Discussão dos resultados evitando repetições desnecessárias. Ao elaborar a Discussão enfatize os resultados mais importantes e compare os resultados obtidos na sua pesquisa com os resultados obtidos por outros pesquisadores por exemplo.

CONCLUSÃO DO ARTIGO

Neste tópico são relacionadas às ideias desenvolvidas num texto que resume os principais resultados, com os comentários do autor e as contribuições trazidas pela pesquisa.

A conclusão é um fechamento do trabalho estudado que responde às hipóteses enunciadas e aos objetivos da pesquisa que foram apresentados no tópico de Introdução.

PASSO 7 – REFERÊNCIAS

Trata-se de uma listagem dos livros, artigos e outros elementos de autores efetivamente utilizados e citados ao longo do artigo.

CUIDADOS E DICAS EXTRAS PARA VOCÊ FAZER UM ARTIGO CIENTÍFICO JURÍDICO

LINGUAGEM DO ARTIGO

Para que seu artigo seja relevante exige-se que tenha linguagem correta e precisa, coerência na argumentação, clareza na exposição das ideias, objetividade, concisão e fidelidade às fontes citadas.

Use termos técnicos na medida certa, sem exageros, assim você amplia o alcance para um público maior.

Observe se não há contradições e confusões no desenvolvimento das ideias da pesquisa. A Introdução, Desenvolvimento e Conclusão devem estar alinhados e relacionados entre si, apresentados de forma lógica.

REVISÃO

Após redigir todo o artigo, deixe o texto “descansar” por alguns dias. Assim você se desconecta e se prepara para enxergar pontos que passaram despercebidos por estar acostumado com o texto.

Leia o artigo inteiro primeiro e obtenha uma visão do trabalho como um todo, verifique se o texto mantém uma unidade e coerência entre Introdução, Desenvolvimento e Conclusão.

Verifique se há ideias repetidas ou pontas soltas no texto, verifique a adequação da linguagem e a gramática.

Releia. Releia. E, releia. Não economize na etapa de revisão. Uma dica bacana é pedir para um colega de sua área ler o artigo. Vale até contratar um profissional especializado para revisar e corrigir erros gramaticais, ortográficos e de linguagem, além de revisar a formatação e verificar se estão de acordo com as normas da ABNT.

ACOMPANHE A REPERCUSSÃO DO SEU ARTIGO CIENTÍFICO JURÍDICO

Após publicar sua pesquisa acompanhe a repercussão do seu trabalho no mundo científico. Obtenha feedback do seu trabalho através dos comentários (críticas e elogios) e aprenda com eles. Pesquise quem está citando o seu artigo e quais as contribuições da pesquisa para o mundo acadêmico.

Além de contribuir para divulgação científica, escrever um artigo técnico traz uma ótima experiência profissional que enriquece o seu currículo acadêmico e profissional. É uma boa oportunidade para:

  • ganhar reconhecimento dentro da comunidade científica;
  • alcançar melhor colocação no mercado de trabalho;
  • divulgar o nome da sua instituição de ensino.

SITES E REVISTAS PARA A PUBLICAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO JURÍDICO

JUSBRASIL

O page rank do Jusbrasil é de 06/10. De todos, é o que conta com maior visibilidade de leitores (32 milhões de acessos mensais).

Seu editor de texto é personalizado e simples. Ideal para quem deseja produzir artigos informativos de qualidade para o público leigo e profissionais da área jurídica. Costuma ser listado entre os principais resultados em mecanismos de busca como o Google.

É também um espaço para quem quer divulgar escritos acadêmicos, científicos e modelos, já que é o site jurídico brasileiro mais acessado. Por ter um perfil mais colaborativo e menos burocrático, o site não possui ISSN.

ÂMBITO JURÍDICO

O Âmbito Jurídico possui ISSN e os artigos passam por uma seleção de conselho editorial. Conta com a emissão de certificados de publicação, mas apenas para quem passar pelo conselho. Uma característica do site é que não se pode apagar os artigos depois, como consta nas regras de publicação.

O cunho do portal é mais estritamente acadêmico, não indicado para leigos que procurem seus direitos na internet. O envio dos artigos é feito por e-mail e o site não possui editor de texto. Seu page rank é 04/10.

LEX MAGISTER

O Lex Magister também possui ISSN e conta com uma seleção de conselho editorial. Uma de suas características é que o artigo pode ser direcionado a produtos pela Lex. Não possui editor de texto próprio e o envio é pelo e-mail.

O site tem um forte cunho acadêmico, inadequado para o público leigo, mas trata-se de uma revista com muita experiência e já a bastante tempo na ativa, fruto de uma união entre a Lex Editora e a Editora Magister. O page rank é 0/10.

JUS

Anteriormente chamado de Jus Navigandi, o Jus tem um page rank de 05/10. Também possui ISSN para suas publicações e igualmente conta com uma seleção de conselho editorial. O certificado é apenas para os artigos escolhidos, mas é possível publicar e deixar o artigo disponível no site.

O Jus possui um editor de texto personalizado para que as pessoas possam escrever diretamente no site. Tem foco acadêmico, mas também atinge o público leigo.

DIREITONET

O page Rank do DireitoNet é de 05/10 e o site não possui ISSN. É bem fácil encontrá-lo quando se pesquisa assuntos acadêmicos e artigos objetivos para estudo, sendo ao mesmo tempo acadêmico e informal. É possível escrever para o público leigo, mas o foco maior é estudantil.

Não conta com um editor de texto próprio e o envio de textos é por um formulário de publicação.

CONTEÚDO JURÍDICO

O site Conteúdo Jurídico tem foco totalmente acadêmico, indicado para quem quer algo mais formal, e não para quem quer um cunho mais informativo e voltado ao público leigo em geral. Não possui um editor de texto e o envio dos artigos é feito pelo e-mail. O page rank do site é de 02/10 e o site possui ISSN.

CONJUR

Já bem conhecido, no Conjur você precisa enviar o artigo por e-mail para ser avaliado, em formato word. Segundo o próprio site, devido à grande quantidade de envios de artigos que recebem, muitos acabam sendo descartados no processo, mesmo os com qualidade.

O page rank do site é 06/10 e os artigo costumam ser mais formais, porém, não necessariamente acadêmicos. É mais voltado para o jurista que quer manter-se atualizado e possui ISSN.

Revistas nacionais:

1) Revista Direitos Fundamentais e Democracia – UniBrasil http://revistaeletronicardfd.unibrasil.com.br/index.php/rdfd

2) Consilium – Revista Eletrônica de Direito do Centro Universitário UNIEURO

http://www.unieuro.edu.br/sitenovo/revistas.asp

3) Conpedi http://publicadireito.com.br/publicacao/uninove/

4) Verba Juris – Anuário da Pós-Graduação em Direito http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/primafacie/issue/current

5) Revista Interdisciplinar de Direitos Humanos

http://www.vidajuridicaacademica.com/2013/04/chamada-de-artigos-da-revista.html

6) Revista “Direito” publicação periódica da Faculdade de Direito Padre Anchieta

http://www.anchieta.br/unianchieta/revistas/direito/direito.asp

7) Revista da PUC-MG http://periodicos.pucminas.br/index.php/Direito/issue/archive

8) Revista Direito e liberdade da ESMARN

http://www.esmarn.tjrn.jus.br/revistas/index.php/revista_direito_e_liberdade

9) Direito e Justiça – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

http://srvapp2s.urisan.tche.br/seer/index.php/direito_e_justica/issue/current

10) Direito & Justiça – PUC-RS

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fadir

11) Direito em Foco – UNIFIA – Centro Universitário Amparense

http://www.unifia.edu.br/projetorevista/artigos/direitoemfoco.html

12) Revista Direito Público – Revista oficial do Programa de Mestrado Constituição e Sociedade do IDP

http://www.direitopublico.idp.edu.br/index.php/direitopublico/index

13) FIDES – Revista de Filosofia do Direito, do Estado e da Sociedade

http://www.revistafides.com/ojs/index.php/br

14) Juris Revista do Departamento de Ciências Jurídicas (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) http://www.seer.furg.br/juris

15) Justiça (Justiç@) – Revista Eletrônica da Seção Judiciária do Distrito Federal http://revistajustica.jfdf.jus.br/home/index.html

16) Lex Humana http://seer.ucp.br/seer/index.php?journal=LexHumana

17) Lex Magister http://www.lex.com.br/DetalheProduto.aspx?id=67

18) Lex Magister http://www.lex.com.br/DetalheProduto.aspx?id=78

19) Novos Estudos Jurídicos http://siaiweb06.univali.br/seer/index.php/nej

20) Observatório da Jurisdição Constitucional http://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/index.php/observatorio

21) Panóptica – Revista Eletrônica Acadêmica de Direito http://www.panoptica.org/seer/index.php/op

22) Prisma Jurídico – Universidade Nove de Julho http://www4.uninove.br/ojs/index.php/prisma

23) Prismas: Direito, Políticas Públicas e Mundialização – UniCEUB http://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/index.php/prisma

24) REJUR – Revista Eletrônica Jurídica do Curso de Direito – PUC/PR http://revistas.facecla.com.br/index.php/redir

25) Revista Brasileira de Direito Internacional – RBDI (UFPR) http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/dint

26) Revista da ESMARN http://www.esmarn.tjrn.jus.br/revistas/index.php/revista_da_esmarn/index

27) Revista da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Uberlândia http://www.seer.ufu.br/index.php/revistafadir

28) Revista da Faculdade Mineira de Direito – Pontifica Universidade Católica de Minas Gerais http://periodicos.pucminas.br/index.php/Direito

29) Revista de Ciências Jurídicas – Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Estadual de Maringá – UEM http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevCiencJurid

30) Revista de Ciências Jurídicas e Sociais da UNIPAR http://revistas.unipar.br/juridica

31) Revista de Direito Internacional – Centro Universitário de Brasília http://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/index.php/rdi

32) Revista de Direito Internacional – Centro Universitário de Brasília http://srvapp2s.urisan.tche.br/seer/index.php/direito_e_justica/index

33) Revista Direito e Justiça: Reflexões Sociojurídicas http://srvapp2s.urisan.tche.br/seer/index.php/direito_e_justica/index

34) Revista Direito e Práxis http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistaceaju

35) Revista Discurso Jurídico – Faculdade Integrado de Campo Mourão/PRhttp://revista.grupointegrado.br/revista/index.php/discursojuridico

36) Revista do Direito – Universidade de Santa Cruz do Sul http://online.unisc.br/seer/index.php/direito/index

37) Revista do Direito Público da Universidade Estadual de Londrina – UEL http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/direitopub

38) Revista Eletrônica da Escola Paulista de Direito Social – EPDS http://www.epds.com.br/site/index.php?link=revista

39) Revista Eletrônica da Faculdade de Direito da PUC-SP http://revistas.pucsp.br/index.php/red/index

40) Revista Eletrônica da Faculdade de Direito da Universidade de Passo Fundo – UPF http://www.upf.br/direito/index.php?option=com_content&view=article&id=18&Itemid=22

41) Revista Eletrônica de Direito Internacional – Centro de Direito Internacional – CEDIN http://www.cedin.com.br/site/internas/publicacoes/publicacoes/revista.html

42) Revista Eletrônica de Direitos Humanos e Política Criminal – REDHPC (Faculdade de Direito UFRGS) http://www.ufrgs.br/direito/?page_id=254

43) Revista Eletrônica Direito e Política – UNIVALI http://www6.univali.br/seer/index.php/rdp

44) Revista Eletrônica Direito, Justiça e Cidadania – Faculdade São Roque http://www.facsaoroque.br/novo/publicacoes/publi_atual_drt.html

45) Revista Eletrônica VirtuaJus – PUC-MG http://www.fmd.pucminas.br/Virtuajus/virtuajus_capa.html

46) Revista Internacional de Direito e Cidadania http://reid.org.br/

47) Revista Jurídica – FURB http://proxy.furb.br/ojs/index.php/juridica/index

48) Revista Jurídica da Presidência https://www4.planalto.gov.br/revistajuridica/copy3_of_vol-15n106-jun-set-2013/menu-vertical/apresentacao

49) Revista Jurídica Democracia, Direito & Cidadania – UNIUBE http://www.revistajuridica.uniube.br/index.php/ddc

50) Revista Quaestio Iuris http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/quaestioiuris/index

51) Revista Virtual Direitos Humanos – OAB http://www.oab.org.br/revistacndh/mainnovo.html

52) RFD – Revista da Faculdade de Direito – UERJ http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rfduerj

53) Sequência: Estudos Jurídicos e Políticos – Universidade Federal de Santa Catarina https://periodicos.ufsc.br/index.php/sequencia/index

54) Scientia Iuris – Revista do Programa de mestrado em Direito Negocial da Universidade Estadual de Londrina – UELhttp://www.uel.br/revistas/uel/index.php/iuris

55) Virtù Revista Virtual de Filosofia Jurídica e Teoria Constitucional http://br.vlex.com/source/virtu-filosofia-juridica-teoria-constitucional-4587

Revistas Internacionais:

1) Boletim jurídico da Universidade de Coimbra http://www.uc.pt/fduc/publicacoes/bfdc e http://www.uc.pt/fduc/publicacoes/studia_juridica

2) Actualité et Droit International: Revue d’analyse juridique de l’actualité internationale http://www.ridi.org/adi/

3) American University Human Rights Brief http://www.wcl.american.edu/hrbrief/index.cfm

4) American University Journal of Gender, Social Policy & theLaw http://www.wcl.american.edu/journal/genderlaw/

5) Anuario Mexicano de Derecho Internacional – Universidad Nacional Autônoma de México

http://biblio.juridicas.unam.mx/revista/DerechoInternacional/presentacion.htm

6) Berkeley Journal of International Law http://scholarship.law.berkeley.edu/bjil/

7) Berkeley Journal of Gender Law & Justice http://genderlawjustice.berkeley.edu/

8) Boletin Mexicano de Derecho Comparado http://biblio.juridicas.unam.mx/revista/DerechoComparado/

9) Boston College of Law International & Comparative Law Review http://iclr.bclawreview.org/

10) Boston University International Law Journal http://www.bu.edu/law/central/jd/organizations/journals/international/index.html

11) Columbia University Human Rights Law Review http://www3.law.columbia.edu/hrlr/

12) Columbia University Journal of Law and Social Problems http://www.columbia.edu/cu/jlsp/

13) Connecticut Journal of International Law http://www.law.uconn.edu/node/1945

14) Cuadernos Electrónicos de Filosofía del Derecho – CEFD http://ojs.uv.es/index.php/CEFD/index

15) Cuestiones Constitucionales http://biblio.juridicas.unam.mx/revista/CuestionesConstitucionales/

16) Cuestiones Jurídicas. Universidad Rafael Urdanetahttp://www.uru.edu/fondoeditorial/revistacj.htm

17) Diálogos de Derecho y Política – Universidad de Antioquia http://aprendeenlinea.udea.edu.co/revistas/index.php/derypol

18) Díkaion – Revista de Fundamentación Jurídica – Universidad de La Sabana http://dikaion.unisabana.edu.co/index.php/dikaion

19) Derecho y Ciências Sociales – Universidad de la Plata http://revista.dcs.jursoc.unlp.edu.ar/

20) Droit & Societé http://www.reds.msh-paris.fr/publications/revue/revue-en-ligne.htm

21) Duke Journal of Comparative & International Law http://djcil.law.duke.edu/

22) Duke Law and Contemporary Problems http://lcp.law.duke.edu/

23) East European Constitutional Review http://www3.law.nyu.edu/eecr/

24) eLaw Journal: Murdoch University Electronic Journal of Law https://elaw.murdoch.edu.au/index.php/elawmurdoch

25) Emory International Law Review http://www.law.emory.edu/student-life/law-journals/emory-international-law-review.html

26) Goettingen Journal of International Law http://www.gojil.eu/

27) Gaceta Laboral http://revistas.luz.edu.ve/index.php/gl

28) Harvard Human Rights Journal. Harvard University Law School. http://harvardhrj.com/

29) Revista de derecho do Uruguai http://revistaderecho.um.edu.uy/

30) Harvard Latino Law Review http://harvardllr.com/

31) Harvard University International Law Journal http://www.harvardilj.org/

32) INDRET – Revista para el Análisis del Derecho http://www.indret.com/es/

33) International Law: Revista Colombiana de Derecho Internacional – Pontifícia Universidad Javeriana http://revistainternationallaw.javeriana.edu.co/index.php?Cn=10

34) International Review of the Red Cross http://www.icrc.org/eng/resources/international-review/

35) Journal of Constitutional Law https://www.law.upenn.edu/journals/conlaw/

36) Journal of Laws & Social Problems http://www.columbia.edu/cu/jlsp/

37) Journal of South Pacific Law. University of South Pacific. http://www.paclii.org/journals/fJSPL/

38) Jerusalem Review of Legal Studies – University of Oxford http://www2.warwick.ac.uk/fac/soc/law/elj/lgd/

39) Opinión Jurídica http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_serial&pid=1692-2530&nrm=iso&rep

40) Pontificia Universidad Católica de Chile http://www.uc.cl/

41) Revista de Derecho http://rcientificas.uninorte.edu.co/index.php/derecho

42) Revista Eletrónica de Estudios Internascionales http://www.reei.org/

43) Revista Jurídica – Facultad de Jurisprudencia y Ciencias Sociales y Políticas – UNIVERSI http://www.revistajuridicaonline.com/index.php

44) Revista Chilena de Derecho http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_serial&pid=0718-3437

45) Revista General de Derecho Europeo http://www.iustel.com/v2/revistas/detalle_revista.asp?id=13

46) Seattle Journal for Social Justice http://www.law.seattleu.edu/academics/journals/sjsj

47) SUR – Revista Internacional de Direitos Humanos http://www.surjournal.org/

48) Temple International and Comparative Law Journal http://trolp.org/

49) Yale Law Journal http://www.yalelawjournal.org/

50) Revista Estudios constitucionales da Universidade de Talca, no Chile http://www.cecoch.cl/htm/Imagenes.htm

51) ius et plaxis da Universidade de Talcahttp://www.utalca.cl/link.cgi//Revistas/2263

52) Revista Universum http://www.utalca.cl/link.cgi//Revistas/2267 ou http://universum.utalca.cl/

53) Gaceta Laboral do México http://132.248.9.1:8991/F/9PY1QGENXQ9QMYBIDKEHAVPKHF6VYYIRK2IHLB3R8ATG2GQ7G8-26279?func=full-set-set&set_number=020942&set_entry=000007&format=999

O papel do artigo científico jurídico é facilitar o acesso ao conhecimento. Quando um pesquisador faz uma descoberta e a pública em uma revista especializada, ele dá a outros profissionais a oportunidade de também se beneficiarem desses dados. Além disso, o artigo promove uma validação do conhecimento jurídico. Publicar artigos é o sonho de todo acadêmico e pesquisador. É com a publicação do artigo que o conteúdo passa a ser compartilhado e difundido no meio científico, ganhando relevância.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

MEDEIROS, João Bosco; ANDRADE, Maria Margarida. Manual de elaboração de referências bibliográficas: a nova NBR 6023:2000 da ABNT: exemplos e comentários. São Paulo: Atlas, 2001.

NUNES, Luiz Antonio Rizzatto. Manual da monografia jurídica. 3ª ed. São Paulo: Saraiva, 2001.

RODRIGUES, André Figueiredo. Como elaborar referência bibliográfica. 7. ed. São Paulo: Humanitas, 2008.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 22ª ed. São Paulo: Cortez, 2001.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)